terça-feira, 5 de novembro de 2013

RESENHA: Invisível ao toque


 

Livro: Invisível ao toque
Autora: Nat Bespaloff 
Ano: 2013 
Páginas: 248







Se me pedissem pra descrever esse livro em uma frase, eu diria que “ele me fez acreditar em destino, e me fez acreditar também que ELE PODE SER MUDADO”! 
  

Sinto imenso prazer e alegria em poder, no meu primeiro post neste blog, resenhar o trabalho tão lindo que é Invisível ao toque.
 
Obra maravilhosa de estreia da Nat Bespaloff, que apesar do nome diferente, é BRASILEIRÍSSIMA, tem 25 anos e mora em Campos do Jordão/SP. A Nat é uma autora independente (sim, ela mesma lançou seu livro) e vende-o em um site específico.Li alguns trechos do livro em uma página do facebook que eu curto e fiquei super interessada (eu me apaixono pelos livros lendo os trechos, rsrs). Assim que vi onde vendia, corri para pedir o meu. A Nat é supeer fofa, autografou o livro e tudo e assim que chegou não aguentei, sabe aquele livro que fica na sua estante te chamando ? Pois é, assim foi com Invisível ao toque, me chamou, me ganhou e eu não consegui parar enquanto não acabei de ler (gastei um dia, apenas =).



Bom, o livro conta a história da Svek, uma motoqueira bonita e independente de 20 anos, que mora sozinha e é apaixonada por esportes radicais. Sentindo-se culpada pela morte de seu ex-namorado, ela acaba entrando em uma grave depressão. Sem ter vontade de sair com os amigos e de se divertir, é como se Svek também tivesse deixado de viver. Além disso, ela é perseguida constantemente por sonhos estranhos, como se fossem trechos de sua vida passada.

"Desde então, a vida tornou-se um suicídio diário"
 
É em uma de suas idas para o horto florestal, onde costumava praticar rapel, que ela conhece Zac, um garoto lindo, porém incomum, que se torna seu grande amigo e por quem acaba se apaixonando (aah, mas como não se apaixonar por ele, além de fofo, está sempre por perto quando ela precisa, lhe salva de confusões e sempre escuta seus problemas).

Zac é um exemplo de amor sem limites, amor protetor, amor de amigo, amor de amante, de cuidado, de interesse pelo outro, de querer estar junto. Ele consegue despertar em Svek emoções e sentimentos que ela até então desconhecia (e que ela tinha medo, do qual ela fugia), e juntos, eles irão viver uma linda história, dessas que te faz acreditar no amor, em destino. Dessas que te faz querer viver algo intenso. 

"Como pode, no meio de tantas pessoas espalhadas no mundo, a gente ser ligado apenas em uma ?" 
 
 
O livro é cheio de mensagens lindas, o meu inclusive tá cheio de post-its